top of page

THE CLUB

 

Por Jorge Santana

Fundador e presidente do Conselho Consultivo da Infox Tecnologia da Informação Ltda.

 

Inovação tecnológica nos negócios


Quer queiramos ou não, vivemos em tempos de alta concorrência no mundo dos negócios. Este cenário força as empresas a buscarem diferenciais competitivos capazes de lhes assegurar crescimento e, muitas vezes, a própria sobrevivência.

Melhores práticas de gestão, governança corporativa e ênfase no capital humano são ingredientes fundamentais do receituário para crescer e sobreviver na era atual. Existe, porém, um outro componente vital para a competitividade das organizações que não pode ser negligenciado: a inovação tecnológica.

A inovação, impulsionada pela rápida evolução tecnológica, é um campo fértil para transformar as empresas, criar novos mercados e mudar a forma como vivemos e trabalhamos. Inteligência Artificial (IA), Internet das Coisas (IoT), Blockchain e Realidade Aumentada são exemplos de tecnologias que já estão disponíveis para serem usadas pelas organizações, independentemente do segmento e do porte.

Dentre estas, já não resta dúvida de que a IA deve ser adotada imediatamente, considerando seu excepcional impacto nas mais diversas atividades e o baixo custo de implantação, decorrentes da rápida popularização de ferramentas de IA generativa, com destaque para o ChatGPT.

Empresas de pequeno e médio porte têm uma oportunidade única de lançar mão da IA generativa para otimizar operações e melhorar a experiência do cliente de maneira prática e com baixo investimento inicial. Iniciativas como a implementação de chatbots para suporte ao cliente podem oferecer atendimento 24/7, reduzindo a carga sobre equipes humanas e permitindo que se concentrem em tarefas mais complexas.

Outra aplicação de fácil implementação é a geração automática de conteúdo, seja para marketing digital, descrições de produtos em lojas online ou comunicação empresarial, podendo aumentar significativamente a eficácia das estratégias de comunicação e vendas.

Dentre as muitas possibilidades de uso da IA, é recomendável iniciar com um projeto piloto que permita testar a solução escolhida e fazer ajustes necessários antes de uma adoção mais ampla. O treinamento da equipe para utilizar novas ferramentas e a adaptação de processos internos são essenciais para integrar a IA nas operações diárias, garantindo uma transição suave e maximizando os benefícios dessa tecnologia inovadora.

É essencial que os líderes das organizações comecem a explorar pessoalmente o potencial da IA generativa sem demora, aproveitando sua facilidade de uso para entender tanto sua simplicidade quanto seu poderoso impacto. No entanto, é crucial reconhecer que a IA serve como uma ferramenta de apoio e não substitui a necessidade de conhecimento especializado e julgamento humano.

Os usuários devem possuir uma compreensão sólida da atividade em questão e estar preparados para filtrar e avaliar os resultados cuidadosamente. Isso se deve ao fato de que, apesar de sua avançada capacidade, a IA generativa pode, ocasionalmente, gerar respostas que são imperfeitas ou até mesmo incorretas. Portanto, a adoção dessa tecnologia deve ser feita com um olhar crítico, assegurando que sua utilização complemente a expertise humana, ao invés de tentar substituí-la completamente.

A chave para capitalizar as oportunidades de inovação é a adaptabilidade. As empresas precisam estar preparadas para reavaliar constantemente suas estratégias e operações à luz dos avanços tecnológicos. Investir em pesquisa e desenvolvimento, cultivar uma cultura de inovação e buscar parcerias estratégicas são passos essenciais para se manter à frente em um mundo em rápida transformação. A inovação tecnológica não é apenas sobre adotar novas tecnologias, mas também sobre repensar como os negócios podem resolver problemas de maneiras nunca antes imaginadas.

Comentarios


bottom of page